Troco em Dobro

Spenser (Mark Wahlberg) é um policial que acaba de sair da prisão, após cumprir pena de 5 anos devido um confronto que teve com o capitão da polícia, John Boylan (Michael Gaston), em que o agrediu após acusá-lo de participar do assassinato de uma mulher.

Sem poder continuar com o seu antigo trabalho, ele decide virar caminhoneiro e recomeçar a vida em outro lugar. Mas, com a morte misteriosa de Boylan e a polícia mais uma vez na sua cola, seus planos acabam sendo adiados. Ainda mais quando um antigo parceiro aparentemente comete suicídio e assume a culpa pelo assassinato, o que é suspeito demais para esse policial cuja base é o senso de justiça e código moral.

Spenser não consegue deixar seu passado para trás e corre em busca de pistas para ligar os pontos e resolver esse mistério. A história começa então a se desenrolar, com muita ação e reviravoltas, e entra na trama, também, Gavião (Winston Duke), que é o novo colega de quarto do Spenser. A dinâmica e o clima descontraído entre os dois é sensacional.

Além disso, há outros dois personagens coadjuvantes que são muito importantes para a trama: seu antigo treinador de boxe Henry (Alan Arkin), que serve muitas vezes como seu amigo e pai, e sua ex-namorada Cissy (Iliza Shlesinger). A cada cena que há a presença deles, há risadas garantidas.

O desenrolar da trama e o próprio final são bem previsíveis, mas o longa consegue ser bom e deixar abertura para o começo de uma grande franquia, cuja inspiração vem dos livros escritos por Ace Atkins e Robert B. Parker.

COMPARTILHAR