Sonic – O Filme

Esqueça tudo que você leu ou viu do design anterior de Sonic. O filme está absolutamente incrível! É nostalgia pura, começando pela introdução do longa com jogos da Sega já consagrados.

A história acompanha o ouriço que está na sua primeira jornada em live-action, onde precisa fugir e abandonar tudo que conhece no seu próprio mundo para viver em uma nova realidade, através de um anel que funciona como portal. Na terra, mais especificamente em Green Hill (Montana, EUA), ele aproveita a vida como ninguém, ainda que precise viver no anonimato para não correr nenhum perigo.

Mas é claro que serelepe como é, as coisas acabam saindo do controle após uma crise de solidão em que ele usa seus poderes de forma exacerbada e causa um blecaute na cidade, alerta o governo dos EUA e, consequentemente, seu arqui-inimigo. Jim Carey é um ótimo ator e arrasa muito no papel do vilão Robotnik. Ele é totalmente excêntrico e caricato, muitas vezes roubando a cena.

Além disso, é na fuga que Sonic acaba se juntando com o xerife da cidade, Tom Wachowski (James Marsden), o qual chama carinhosamente de “Lord Donut”. Esta amizade inesperada gera cenas icônicas, especialmente quando os dois tentam realizar a lista de últimos desejos do ouriço, antes que ele precise fugir novamente por outro portal.

Há muitos jogos de palavras, deboche e brincadeiras. E é no humor e na simplicidade de contar essa história que fala sobre amizade, relacionamentos, família e maturidade que o longa se torna uma diversão garantida, seja para as crianças ou para os adultos.

COMPARTILHAR