Dumbo

A adaptação de um dos maiores clássicos de animação da Disney vem com a assinatura e genialidade de Tim Burton, 78 anos após sua versão original. Enquanto o anterior focava apenas nos animais, neste a história é expandida e temos também como protagonistas os irmãos Milly e Joe, que vivem no circo dos “Irmãos Médici” e sofrem por terem perdido recentemente a mãe. Além disso, seu pai Holt Farrier é um veterano de guerra que sofre para lidar com sua nova realidade profissional e familiar.

Ele acaba se tornando responsável pelos elefantes e quando Jumbo chega ao circo e dá a luz a um bebê orelhudo, que assim como no longa original também acaba sendo ridicularizado por todos, as crianças têm a chance de descobrirem do que Dumbo é capaz, ao mesmo tempo em que lidam com seus problemas pessoais e criam uma linda amizade com o elefantinho.

É chocante e lindo como podemos ver os traços da Disney misturados com os do Tim Burton, nesta adaptação que é toda por CGI. O diretor soube muito bem resgatar cenas marcantes da animação e adicionar mudanças necessárias para que a história tivesse autenticidade e realismo, ou seja, ele vai além da homenagem e conversa o tempo todo com tudo do clássico, sendo capaz de divertir e emocionar.



A história continua sendo sobre celebrar as diferenças e valorizar as famílias, ao mesmo tempo em que eles realizam o sonho de viver do circo. A diferença é que o live-action não termina como o clássico, logo após a descoberta de que Dumbo pode voar e trazer sucesso. Agora, a trama dá continuidade e evidencia temas atuais, como os maus-tratos aos animais de circo e ganância. Aqui é introduzido o vilão Vandevere, que ao ver esse sucesso repentino, resolve fazer uma proposta tentadora e trazê-los para o seu próprio paraíso circense, o Dreamland.

Logo, o filme transita de um circo decadente para um grandioso, belo e envolvente. O espetáculo visual e os novos profissionais do circo, principalmente a artista Colette Marchanta, envolvem tanto os personagens quanto o público. E é aí que o filme introduz de fato a necessidade de revisitarmos Dumbo depois de tanto tempo!

COMPARTILHAR


1 Review

Leave a Reply