Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald


O universo da Magia está de volta em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. Ambientado um ano após os acontecimentos do primeiro filme, neste vemos a fuga e a crescente ameaça de Gellert Grindelwald, que está mais do que disposto a continuar seu plano de supremacia bruxa.

Além disso, também há uma série de informativos sobre a atual situação dos personagens do primeiro filme (Newt, Tina, Queenie, Jacob e Credence – sim, ele sobreviveu!) e, finalmente, a ligação e amizade entre Alvo Dumbledore e Newt Scamander.



À medida que Grindewald ganha mais força e seguidores, a necessidade de posicionar-se em tempos de crise aumenta. Dumbledore vê a importância de encontrar Credence, que agora é um Obscurial ainda mais poderoso, antes que Grindewald possa usá-lo como arma. Logo, ele dá essa missão à Newt, que mesmo contrariado e sem entender porque ele mesmo não o faz, segue rumo a Paris, onde seus amigos também se encontram.

Assim como no filme anterior, há muito encantamento ao descobrir um novo mundo da magia, sendo desta vez o europeu. A fotografia, os figurinos e os efeitos visuais estão impecáveis. E é assim que também conhecemos novas criaturas mágicas e podemos ver Newt com todo o seu charme de magizoologista. Além disso, há a adição de personagens icônicos como Nagini e Nicolau Flamel.

É claro que falando deste universo não poderia faltar nostalgia! Além da trilha sonora que conta com a clássica música de abertura de Harry Potter, também há muitas referências e diversos flashbacks em Hogwarts que contam um pouco do passado de Newt como aluno e de seu primeiro amor (Leta Lestrange, atual noiva do seu irmão Teseu Scamander). Aqui, também podemos ver os professores Alvo Dumbledore e Minerva McGonagall mais jovens.

COMPARTILHAR


1 Review

Leave a Reply