Resenha l Heartstopper: Dois Garotos, Um Encontro (Volume 1)

Heartstopper: Dois Garotos, Um Encontro (Volume 1) acompanha os altos e baixos da vida e do relacionamento dos jovens Charlie Spring e Nick Nelson, à medida em que eles se conhecem, viram amigos e entendem mais sobre si mesmos.

Todos na escola sabem que Charlie é gay, o garoto inclusive já sofreu muito bullying por causa disso, além de ter diversas inseguranças. Ele é um aluno tímido, inteligente e dedicado que gosta muito de música, o contrário de Nick, que é hétero, comunicativo e um atleta superpopular do colégio (só para garotos, aliás).

Quando um trabalho da escola acaba os unindo, os garotos acabam formando uma amizade improvável e dividindo os seus anseios. Por Charlie ser ótimo em corrida, inclusive, Nick acaba convidando o colega para participar do seu time, o que só intensifica tudo e faz com que eles estejam sempre juntos, dentro e fora da escola. Charlie acaba tendo um crush em Nick, apesar de saber que gostar de alguém que é hétero só pode gerar frustrações, ao passo que Nick também se sente diferente, tanto em relação a si quanto ao amigo. E logo, quanto menos se espera, os sentimentos podem transbordar das formas mais incríveis e surpreendentes.

Esse romance adolescente foca na reflexão e transformação. Esbanjando representatividade, o relacionamento acontece de forma doce e natural, em que medos, dúvidas e inseguranças falam mais alto, mas toda descoberta e questionamento servem para construção e crescimento dos personagens, num período tão complicado da adolescência para formação de identidade e descoberta da sexualidade. Surgem ainda temas importantíssimos como relacionamento abusivo, machismo, bullying e preconceito.

É de fato uma obra que vale muito a leitura, já que traz mensagens muito importantes e personagens tão cativantes, com uma história que é leve, divertida e apaixonante. Heartstopper é apenas o Volume 1 da saga escrita com tanta delicadeza por Alice Oseman, que inclusive é também a responsável por todo o design gráfico dos quadrinhos, que são belíssimos e de fato a cereja do bolo. A história, inclusive, é uma prequel do livro “Um Ano Solitário”, também escrito por Oseman, em que temos a primeira aparição dos protagonistas.

Já a venda em todas as livrarias do Brasil. Quer saber o que rola na sequência Heartstopper: Minha Pessoa Favorita? Leia a resenha do volume 2 aqui.

COMPARTILHAR


0 Reviews