Paulo Gustavo morre aos 42 anos em decorrência da Covid-19

Internado desde o dia 13 de março, Paulo Gustavo não resistiu e faleceu nesta noite, aos 42 anos, depois de lutar bravamente por quase dois meses contra a covid e suas complicações. O ator deixa o marido Thales Bretas e os dois filhos, Romeu e Gael.

O comunicado foi divulgado pela equipe do ator em suas redes sociais:

Paulo iniciou a sua carreira como humorista. Em 2004, ele fez sua primeira aparição como Dona Hermínia, personagem inspirada em sua mãe Déa Lúcia. Dois anos depois, estreou nos palcos com o espetáculo “Minha Mãe É Uma Peça”, que em 2013 ganhou a sua primeira adaptação nos cinemas dirigida por Susana Garcia. O longa ganhou duas sequências e se tornou o filme brasileiro mais assistido nos cinemas.

O ator também protagonizou ao lado da atriz Mônica Martelli os filmes “Os Homens são de Marte… e é para lá que eu vou” e “Minha vida em Marte”. Em paralelo, a partir de 2014, Paulo participava do programa “Vai Que Cola” e, inclusive, lançou o seu próprio especial “220 Volts”. No teatro, fez sucesso com o seu stand-up “Hiperativo” e com a peça “Online”.

É inegável a importância de Paulo Gustavo para a nossa cultura. Toda nossa solidariedade à família, aos amigos, aos fãs e a todos os brasileiros que também sofrem pela perda de seus entes queridos.

COMPARTILHAR