The Prom – A Festa de Formatura


Inspirada em um musical de sucesso da Broadway, a trama conta a história de Emma Nolan, uma jovem que tem apenas um sonho: ir para a festa de formatura e dançar com sua namorada.

No entanto, Emma vem sofrendo bullying desde que se assumiu através de um video postado em seu canal no YouTube, gerando caos na cidade e fazendo com que seus pais a expulsassem de casa. Aparentemente, ela é a única lésbica do colégio, já que sua namorada Alyssa Greene, que é a presidente do conselho estudantil e a típica garota popular, teme pela reação da mãe conservadora e planeja contar na “hora certa”.

Namorando em segredo há mais de um ano, quando chega o dia de comprar os ingressos, Emma revela o nome de uma mulher fictícia, o que causa uma grande confusão na escola e na Associação de Pais, que inclusive é liderada pela mãe de Alyssa. Eles decidem impedi-la de ir ao baile, já que são os organizadores, com a desculpa de que “amigos” não podem ir juntos, apenas casais compostos por homem/mulher. Além disso, ameaçam que a festa poderia até ser cancelada, o que gera uma grande revolta por parte dos alunos.

Sofrendo ainda mais, Emma faz um outro vídeo que viraliza e chega nas mãos de duas estrelas decadentes da Broadway: Dee Dee Allen e Barry Glickman. Eles decidem abraçar a causa e vão até Indiana para protestar. E é aí que o caos se instaura. Os personagens passam a agir como fadas madrinhas de Emma, lutando e planejando por um dia de princesa. É muito divertido assistir a interação dos três. Mas, nem tudo é como parece e você vai se surpreender!

O ponto alto da trama é o humor e a força de Emma. Mesmo com todo preconceito e violências, ela se mantém firme e luta por seus direitos. Com diversas reviravoltas, a história surpreende e emociona, dando altas lições de moral sobre religião, amor, respeito, igualdade e aceitação. O livro é incrível e, inclusive, supera o filme, já que a história do longa tomou um outro rumo e focou mais no desenvolvimento e na redenção dos atores do que no amor entre Emma e Alyssa, mas mesmo assim vale muito a pena também assistir na Netflix, ainda mais se você for fã de musicais!

COMPARTILHAR